ANÁLISE DO DISCURSO E LITERATURA: IMPASSES E VIAS DE ACESSO

2021-11-03

A Revista GLÁUKS ONLINE (ISSN 2318-7131), publicação semestral do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal de Viçosa (UFV), está recebendo artigos e ensaios para o volume 22, n.1 – jan./jun. 2022, destinado aos Estudos Linguísticos: Análise do Discurso. Esse número terá como foco o dossiê “Análise do Discurso e Literatura: impasses e vias de acesso”.

O estudo da literatura orientado por uma perspectiva enunciativa tem, como se sabe, lugar assegurado na crítica literária e muitos são os pesquisadores que partem da consideração das condições de produção dos enunciados literários, das redes intertextuais de sentido que estabelecem, da polifonia de dicções sociais, dos estratos ideológicos e da historicidade das obras, da circulação e da recepção do fato literário. No entanto, a opção por se posicionar em um campo disciplinar como o da Análise do Discurso equivale a transitar por um espaço de disputas e controvérsias: por ser um constructo de linguagem contornado por imaginários que atribuem distinção e valor, a literatura é objeto de litígio entre o campo dos estudos linguísticos e o dos estudos literários propriamente. Neste dossiê, pretendemos fomentar o debate, instaurando um espaço dialógico para trabalhos que problematizem as bases metodológicas de uma análise da literatura pelo viés discursivo ou que compartilhem análises de obras particulares a partir da construção de um dispositivo teórico e metodológico que considere a natureza discursiva de seu objeto.

Mais do que considerar a composição estética das obras, ao tomar posição no campo da Análise do Discurso, é indispensável o questionamento sobre a natureza histórica e social dos textos, além de sua configuração linguística e enunciativa. Neste percurso epistemológico, participam questões que envolvem (i) as redes de significação ideológica e os padrões de compreensão da realidade historicamente construídos; (ii) o comportamento discursivo dos sujeitos dentro e fora da obra; (iii) o posicionamento deles em gêneros textuais específicos; (iv) o centro de perspectiva narrativa e suas consequências para a construção de sentidos; (v) as escolhas linguístico-discursivas que determinam um estilo capaz de evocar, por sua vez, estruturas sociais e históricas; por fim, (vi) a cadeia intertextual que prefigura a localização particular de uma obra e outras matizes da literatura considerada a partir de sua natureza discursiva.

Considerando que a Análise do Discurso é, acima de tudo, um exercício interpretativo, entendemos que a literatura constitui-se como objeto privilegiado para a compreensão da sociedade. Nesse sentido, esperamos pesquisas que se pautem na interface entre Análise do Discurso e Literatura que possam contribuir para alguma(s) das questões supracitadas. Tais campos têm desenvolvido instrumentais teóricos potencialmente interdisciplinares, e por isso destacamos que serão bem-vindos textos de ambas as áreas, de modo que o diálogo no dossiê se desenvolva em um sentido bidirecional.    

Editores responsáveis pelo dossiê: Ivanete Bernardino Soares (UFOP) e Argus Romero Abreu de Morais (UFSJ).

Prazo para submissão: 30 dez. 2021