Clarice Lispector e a crítica Italiana

Autores

  • Leticia Valandro Università degli Studi di Verona

DOI:

https://doi.org/10.47677/gluks.v20i2.193

Palavras-chave:

Clarice Lispector. Recepção crítica. Itália.

Resumo

O presente trabalho intenta apresentar um panorama da recepção crítica da obra de Clarice Lispector na Itália. Parte-se da primeira monografia publicada no país, na qual A Paixão segundo G. H. é comparada a Dissipatio H.G., de Guido Morselli. Além desta, analisam-se alguns artigos publicados em revistas especializadas, assim como o espaço dedicado por Luciana Stegagno Picchio a Clarice Lispector na sua Storia della letteratura brasiliana.  Nessa, A hora da estrela é indicada como uma nova e incompleta fase literária aberta por Lispector e é sobre o romance que conta a tragédia de Macabéa que a crítica italiana, sobretudo, deteve-se. O que se pode observar é que, em oposição à grande e flórea quantidade de estudos que se realizam sobre a obra de Clarice Lispector, não somente no Brasil, mas também no exterior, a crítica italiana apresenta-se, ainda, bastante reduzida.

Referências

BARESANI, Camilla. Clarice Lispector, l’antiretorica. In: Rivista di Cultura Brasiliana. Clarice Lispector: la parola inquieta. Roma, settembre 2013.
FINAZZI-AGRÒ, Ettore. Apocalypsis H.G.: una lettura intertestuale della Paixão segundo G.H. e della Dissipatio H.G.. Roma: Bulzoni, 1984.
_____. Di chi è la colpa? Tragico e mancanza in A hora da estrela. In: Donne d’America. Palermo-São Paulo: Ila Palma, 2003.
_____. A Maldição de escrever e (ou) o direito ao grito: as figuras do mal na moderna literatura brasileira. In: Rivista Letterature d’America. Anno XXX, n. 130. Roma: Bulzoni Editore, 2010.
_____. Tra disposizione e deposizione. La scrittura come straniamento e come testimonianza in Clarice Lispector. In: Rivista di Cultura Brasiliana. Sguardi italiani. Roma, settembre 2012.
_____. La risposta (im)possibile. Clarice Lispector e l’obbligo della testimonianza. In: Rivista di Cultura Brasiliana. Clarice Lispector: la parola inquieta. Roma, settembre 2013.
MAGNANTE, Chiara. La libertà e la forza. Un contrappunto fra Simone Weil e Clarice Lispector. In: Rivista di Cultura Brasiliana. Clarice Lispector: la parola inquieta. Roma, settembre 2013.
PICCHIO, Luciana Stegagno. Storia della letteratura brasiliana. Torino: Einaudi, 1997.
PINCHERLE, Maria Caterina. L’ora e l’oro della stella. Una lettura di Clarice Lispector. In: Rivista Letterature d’America. Anno XVI, nn. 67-68. Roma: Bulzoni Editore, 1996.

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

Valandro, L. . (2020). Clarice Lispector e a crítica Italiana. Gláuks - Revista De Letras E Artes, 20(2), 78-98. https://doi.org/10.47677/gluks.v20i2.193