Mar de Longo: um Porto para a literatura brasileira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47677/gluks.v20i2.205

Palavras-chave:

Literatura brasileira em Portugal, Ensino de literatura brasileira, Recepção da literatura brasileira no exterior

Resumo

Realiza-se uma reflexão sobre trinta anos de investigação e ensino da literatura brasileira na Universidade do Porto, tendo em vista o contexto que foi mudando ao longo do tempo, acompanhando os altos e baixos do Brasil, a flutuação da sua imagem no exterior, a oscilação das relações luso-brasileiras e dos respetivos momentos migratórios.

Referências

TOPA, Francisco (1994). Silva Alvarenga: contributos para a elaboração de uma edição crítica das suas obras. Porto: FLUP. (Policopiado)
(1998a). Duas quadras inéditas de José Basílio da Gama. Revista da Faculdade de Letras: línguas e literaturas. Porto. II: XV, pp. 453-454
(1998b). Novas versões para sete poemas de Alvarenga Peixoto: propostas de emenda à edição de Rodrigues Lapa. Revista da Faculdade de Letras: línguas e literaturas. Porto. II: XV, pp. 445-451
(1998c). Para uma edição crítica da obra do árcade brasileiro Silva Alvarenga: inventário sistemático dos seus textos e publicação de novas versões, dispersos e inéditos. Porto: Edição do Autor.
(1998d). Um soneto inédito de Alvarenga Peixoto. Revista da Faculdade de Letras: línguas e literaturas. Porto. II: XV, pp. 439-443
(1999). Edição crítica da obra poética de Gregório de Matos – 2 volumes em quatro tomos. Porto: Edição do Autor
(2000a). A edição crítica dos sonetos de Basílio da Gama: perspectivas. Revista da Faculdade de Letras: línguas e literaturas. Porto. II: XVII, pp. 277-285
(2000b). Basílio da Gama: a obra por vir: 7 inéditos e uma nova versão. In SARAIVA, Arnaldo, org. – Literatura brasileira em questão: actas do II Congresso Português de Literatura Brasileira (8 a 10 de Maio de 1997). Porto: Centro de Estudos Brasileiros da Faculdade de Letras do Porto, pp. 503-517
(2001a). Poesia dispersa e inédita do setecentista brasileiro Francisco José de Sales. Porto: Edição do Autor
(2001b). Uma ode e cinco sonetos inéditos do brasileiro João Pereira da Silva. Revista da Faculdade de Letras: línguas e literaturas. Porto. II: XVIII, pp. 277-286
(2002a). Poesia inédita do brasileiro João Mendes da Silva. Revista da Faculdade de Letras: línguas e literaturas. Porto. II: XIX, pp. 301-327
(2002b). Uma égloga inédita de Santa Rita Durão. Terceira margem: revista do Centro de Estudos Brasileiros (Adolfo Casais Monteiro). Porto. 3, pp. 15-18
(2003a). «A declamação lírica» de Basílio da Gama: um inédito recuperado. Revista da Faculdade de Letras: línguas e literaturas. Porto. II: XX, t. I, pp. 187-221
(2003b). O alexandrino e o ‘além dos mares’: a propósito de uma epístola a Basílio da Gama. Terceira margem: revista do Centro de Estudos Brasileiros (Adolfo Casais Monteiro). Porto. 4, pp. 21-32
(2003c). Poesia (pouco) diamantina: doze sonetos inéditos alusivos à administração mineira de Serro do Frio. Revista da Faculdade de Letras: línguas e literaturas. Porto. II: XX, t. I, pp. 223-233
(2004). Seis poemas inéditos do brasileiro Manuel de Macedo Pereira de Vasconcelos. Revista da Faculdade de Letras: línguas e literaturas. Porto. II: XXI, pp. 303-313
(2005). Um Tomás contumaz: a prisão de Pinto Brandão na Baía e um inédito de Gregório de Matos sobre o tema. Revista da Faculdade de Letras: línguas e literaturas. Porto. II: XXII, pp. 591-608. (Com Andreia Amaral)
(2008). A sátira depois da morte: um testamento em verso do Governador Luís Baía Monteiro, o ‘Onça’. Navegações: revista de cultura e literaturas de língua portuguesa. Porto Alegre / Lisboa. I: 1, pp. 67-70
(2011a). Gregório de Matos: poeta polémico (com um exemplo inédito). In CHAVES, Vania Pinheiro, org. – Literatura brasileira sem fronteiras. Lisboa: CLEPUL, pp. 95-108
(2011b). «efímera de um só dia»: dois poemas inéditos de Eusébio de Matos. Patrimônio e memória: revista eletrônica do CEDAP. Assis. 7: 1 (jun.), pp. 207-227
(2011c). Um inventor poeta: a geleia de Alexandre Inácio Silveira oferecida à Princesa do Brasil. Navegações: revista de cultura e literaturas de língua portuguesa. Porto Alegre / Lisboa. IV: 1, pp. 110-113
(2012a). ‘Da colher à boca’: os dois sonetos de Caldas Barbosa revelados por Tinhorão. Anthesis: revista de letras e educação da Amazônia Sul-Ocidental. U. Federal do Acre. 1: 2, pp. 141-148
(2012b). Um G(onç)alo Renascido: poesia inédita do brasílico Gonçalo Soares da Franca. Introdução e edição de Francisco Topa. Porto: Sombra pela cintura
(2013). ‘Se da dor são as lágrimas abono’: um desconhecido soneto de Gregório de Matos dos tempos de Coimbra. Navegações: revista de cultura e literaturas de língua portuguesa. Porto Alegre / Lisboa. VI: 1, pp. 122-123
(2014a). «Qual é a cousa no mundo mais amada?» Responde o Doutor João Mendes da Silva, pai de o “Judeu”. Introdução e edição por Francisco Topa. Porto: Sombra pela cintura
(2014b). «Da simples natureza guardemos sempre as leis»: a epístola de Silva Alvarenga a Basílio da Gama. Miscelânea: revista de literatura e vida social do Programa de Pós-Graduação em Letras da UNESP / Assis. 15 (jan.-jun.), pp. 223-250. (Com Aline Cataneli, Alzira Martins, Áureo Camargo, Gláucia Vieira, Helton Marques, Luiz Eduardo Amaro, Luiz Fernando Garcia, Mariane Severino e Natália Nascimento)
(2018). Um desafio em forma de enigma proposto a Basílio da Gama. Texto Poético: revista do GT Teoria do Texto Poético (ANPOLL). 24, pp. 28-38
(2019a). L’hôte impertinent : le thème de la menstruation dans la poésie de Gregório de Matos. E-Letras com vida: revista de humanidades e artes. 3, pp. 136-143
(2019b). The religious poetry of the Portuguese-Brazilian new Christian João Mendes da Silva. eHumanista: Journal of Iberian Studies. Santa Barbara, California. 41, pp. 171-182
(2020). Cláudio Grugel do Amaral e Frei Bernardo de Brito: sentidos da paródia. O Eixo e a Roda: Revista de Literatura Brasileira. Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais. 29, 3: Relações Brasil / Portugal. [Em preparação].

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

Topa, F. (2020). Mar de Longo: um Porto para a literatura brasileira. Gláuks - Revista De Letras E Artes, 20(2), 66-77. https://doi.org/10.47677/gluks.v20i2.205