O fio da navalha:

na política das vozes sobrepostas e dissonantes quando o medo entra em cena nos discursos sobre a COVID-19

Autores

  • GISELLE SARTI
  • LUCIANA VILHENA

DOI:

https://doi.org/10.47677/gluks.v21i01.249

Palavras-chave:

Discurso Político, Discurso Midiático, Atravessamento de vozes, Saber técnico, Análise Semiolinguística

Resumo

Tendo como principal aporte teórico a Teoria Semiolinguística do Discurso, este artigo tem como proposta analisar a construção discursiva do ex-Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, acerca da problemática da Covid-19, em entrevista concedida ao Programa Roda Viva da TV Cultura, no dia 12 de outubro de 2020. A partir de fragmentos transcritos da entrevista, procura-se observar a sobreposição e a dissonância de vozes presentes na narrativa do ex-Ministro, no que se refere às instâncias técnica, política e midiática em que se coloca, numa gradativa desconstrução da sua identificação inicial com o fazer político-discursivo do presidente Jair Bolsonaro. Agenciam-se as categorias discursivas do comportamento enunciativo em que essas vozes sobrepostas e dissonantes são evidenciadas, bem como a instauração de uma tópica do medo: na fala de Mandetta, o medo da doença e da morte e na fala relatada de Bolsonaro, o medo do caos econômico.

 

Referências

BAUMAN, Z. Medo Líquido. Tradução Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

CHARAUDEAU, P. O discurso das mídias. Tradução Angela M.S. Corrêa. São Paulo: Contexto, 2006.

CHARAUDEAU, P. Pathos e discurso político. In: MACHADO, Ida Lúcia; MENEZES, William; MENDES, Emília (orgs). As emoções no discurso. Volume I. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007, p. 240-251

CHARAUDEAU, P. Linguagem e discurso – modos de organização. Tradução Angela M.S. Corrêa. São Paulo: Contexto, 2008

CHARAUDEAU, P. Identidade social e identidade discursiva, o fundamento da competência comunicacional. In: PIETROLUONGO, Márcia. (Org.) O trabalho da tradução. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2009, p. 309-326.

CHARAUDEAU, P. A patemização na televisão como estratégia de autenticidade. Tradução: Renato de Mello In: MENDES, Emília; MACHADO, Ida Lúcia (Orgs.) As emoções no discurso, volume II. Campinas: Mercado de Letras, 2010, p. 23-56

CHARAUDEAU, P. Discurso político. Tradução de Fabiana Komesu e Dilson Ferreira da Cruz. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2015

EMEDIATO, W. Dimensões e faces da mentira no discurso político. In: EMEDIATO, W. (org). Análises do discurso político. Belo Horizonte: Núcleo de Análise do Discurso. Faculdade de Letras da UFMG, 2016, p. 14-49.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Organização, introdução e revisão técnica Roberto Machado. 5a ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2017.

FREUD, S. O mal-estar na civilização. In: O futuro de uma ilusão, o mal-estar na civilização e outros trabalhos (edição standard brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud). Comentários e notas James Strachey. Direção da edição brasileira Jayme Salomão. Vol. XXI (p. 75-174). Rio de Janeiro: Imago. (Texto original publicado em 1930), 1976

FREUD, S. O futuro de uma ilusão. In: FREUD, S. Coleção Os Pensadores - vol. Freud). Tradução de José Otávio de Aguiar Abreu. 2ª ed. São Paulo: Abril Cultural, São Paulo, 1978.

LA BOÉTIE, E. Discurso Sobre a Servidão Voluntária. In: L.C.C. Publicações Eletrônicas, 2006. Disponível em: <http://www.miniweb.com.br/biblioteca/Artigos/servidao_voluntaria.pdf> Acesso em: 24 de nov. 2020.

XXXX

MAQUIAVEL, N. O Príncipe. Tradução Diogo Pires Aurélio. São Paulo: Editora 34, 2017.

POSSENTI, S. Durações históricas e sua relação com o público e o privado. In: LARA, G. P. & LIMBERI, R. P. (orgs). Discurso e (des)igualdade social. São Paulo: Contexto, 2015. p. 49-60.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

Leal, . G. M. S., & PAIVA DE VILHENA LEITE, L. (2021). O fio da navalha: : na política das vozes sobrepostas e dissonantes quando o medo entra em cena nos discursos sobre a COVID-19. Gláuks - Revista De Letras E Artes, 21(01), 327-348. https://doi.org/10.47677/gluks.v21i01.249