Uma reescrita pela metade

"Bicho mau" e as transformações de um conto Rosiano

  • Frederico Antonio Camillo Camargo USP
Palavras-chave: Guimarães Rosa, conto, narrativas inacabadas, reescrita

Resumo

Enfatizando a circunstância de que "Bicho mau", conto de Guimarães Rosa publicado postumamente em Estas estórias, é, na verdade, uma narrativa inacabada, este artigo, tendo como ponto de fuga a segunda parte da trama previamente escrita pelo autor, em 1937, e nunca efetivamente dada a público, pretende sugerir reavaliações da história por meio da análise de seus principais motivos e da verificação de algumas modificações empreendidas nesse texto primeiro quando do seu preparo para o livro de 1969: a alteração de tonalidade (do lúdico para o grave), o zelo em tornar personagens mais complexos e a representação mais saliente de certos problemas humanos fundamentais, como a concorrência da casualidade e da causalidade para a conformação dos acontecimentos e do destino, e as agruras que cercam e determinam as tomadas de decisão. Com isso, desejamos ampliar a percepção crítica do conto para além da visão mais discutida de que ele propõe basicamente um conflito entre ciência e superstição.

Referências

AXOX, Chiara de Oliveira Carvalho Casagrande Ciodarot di. Solve et coagula: dissolvendo Guimarães Rosa e recompondo-o pela ciência e espiritualidade. 2013. 248 p. Tese (Doutorado em Letras) – Departamento de Letras, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.
CALOBREZI, Edna Tarabori. Morte e alteridade em Estas estórias. São Paulo: EDUSP, 2001.
CAMARGO, Frederico Antonio Camillo. O outro Rosa: textos “marginais” e narrativas inacabadas. 2018. 398 p.. Tese (Doutorado em Teoria Literária e Literatura Comparada) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018.
CAVALCANTE, Maria Neuma Barreto. Bicho mau: a gênese de um conto. 1991. Tese (Doutorado) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1991.
CHIAPPINI, Ligia. A vingança da megera cartesiana: notas sobre Estas estórias. Scripta, Belo Horizonte, v. 5, n. 10, p. 218-233, 1º. sem. 2002.
PY, Fernando. Estas estórias. In: COUTINHO, Eduardo F. (org.). Guimarães Rosa. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991, p. 562-573.
RAMOS, Graciliano. Conversa de bastidores. In: EM MEMÓRIA DE JOÃO GUIMARÃES ROSA. Rio de Janeiro: Livraria Editora José Olympio, 1968, p. 38-45.
RATTES, Kleyton. O mel que outros faveiam: Guimarães Rosa e Antropologia. 2009. 274 p. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.
RÓNAI, Paulo. Nota introdutória. In: ______. Estas estórias. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001, p. 15-17.
ROSA, João Guimarães. Índices para Dia a dia (doc. JGR-EO-18,03 (p. 1E); JGR-EO-18,02 (p. 53); JGR-EO-03,01 (p. 30); JGR-EO-18,02 (p. 4)). São Paulo, Arquivo do Instituto de Estudos Brasileiros (USP), Fundo João Guimarães Rosa.
ROSA, João Guimarães. Índice para Querência (doc. JGR-M-17,15). São Paulo, Arquivo do Instituto de Estudos Brasileiros (USP), Fundo João Guimarães Rosa.
ROSA, João Guimarães. Índice para obra sobre animais (doc. JGR-EO-04,01 (p. 108)). São Paulo, Arquivo do Instituto de Estudos Brasileiros (USP), Fundo João Guimarães Rosa.
ROSA, João Guimarães. Bicho mau (doc. JGR-M-03,06). Manuscrito. São Paulo, Arquivo do Instituto de Estudos Brasileiros (USP), Fundo João Guimarães Rosa.
ROSA, João Guimarães. Um estudo do caso d’A vaca e Terto Turtuliano (doc. JGR-M-18,20). Manuscrito. São Paulo, Arquivo do Instituto de Estudos Brasileiros (USP), Fundo João Guimarães Rosa.
ROSA, João Guimarães. Bicho mau. In: ______. Estas estórias. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001a, p. 239-260.
ROSA, João Guimarães, Grande sertão: veredas. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001b.
ROSA, Vilma Guimarães. Relembramentos: João Guimarães Rosa, meu pai. Rio de Janeiro: Nova Froneira, 2008.
SIMÕES, Irene Gilberto. Guimarães Rosa: as paragens mágicas. São Paulo: Perspectiva, s.d.
TORDIN, Giseli Cristina. O espaço revisitado: leitura comparada dos contos de Guimarães Rosa, Mia Couto e Teixeira de Sousa. XII, Congresso Internacional da ABRALIC, Campina Grande, 2013. Disponível em: . Acessado em 27 fev. 2019.
VITAL, Michelle Jácome Valois. Zoomementos da morte: morrer, matar e viver entre os bichos de Graciliano Ramos e Guimarães Rosa. 130 f. 2010. Dissertação (Mestrado em Teoria da Literatura) – Centro de Artes e Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Publicado
2019-02-18