Histórias e memórias em diálogo no filme Memórias do Cárcere

  • Letycia Fossatti Testa Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Wellington Ricardo Fioruci Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Palavras-chave: Memórias do Cárcere; Adaptação; Memória; História

Resumo

Este artigo objetiva analisar por meio da comparação intersemiótica o livro Memórias do Cárcere (1953), de Graciliano Ramos, e a sua adaptação para o cinema com nome homônimo, produzida em 1984 pelo diretor Nelson Pereira dos Santos. Sob este viés, será feita uma leitura crítica das duas obras visando verificar como ambas retratam alguns aspectos políticos duros vivenciados na década de 1930 e como a adaptação cinematográfica, lançada ao final da ditadura civil-militar brasileira (1964-1985), ressignificou outras memórias e momentos históricos vivenciados no Brasil.

Biografia do Autor

Wellington Ricardo Fioruci, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Doutor em Teoria Literária e Literatura Comparada pela UNESP. Docente no Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Tecnológica Federal do Paraná -  UTFPR câmpus Pato Branco. E-mail: fioruci@utfpr.edu.br

Referências

ANDRADE, Ana P. De Vidas Secas a Memórias do Cárcere: um percurso de Nelson Pereira Dos Santos. 2007. Dissertação. Universidade Estadual Paulista. 187 f. Franca, 2007.

CANDIDO, Antonio. Ficção e confissão. 3. ed. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2006.

CLÜVER, Claus. Inter textos / Inter artes / Inter media. Aletria. Belo Horizonte, v. 14, p. 11-41, jul.-dez. 2006.

CRISTÓVÃO, Fernando. Graciliano Ramos: estruturas e valores de um modo de narrar. Rio de Janeiro: José Olympio, 1986.

GENETTE, Gérard. Palimpsestos: a literatura de segunda mão. Belo Horizonte: Viva Voz, 2010.

JORNAL O GLOBO. Cannes aclama ‘Memórias do cárcere. São Paulo, 10 set. 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 dez. 2017.

HUTCHEON, Linda. Uma teoria da adaptação. 2. ed. Florianópolis: UFSC, 2012.

MEMÓRIAS do Cárcere. Direção: Nelson Pereira dos Santos. São Paulo, 1984, 173 min. Disponível em: . Acesso em: 01 dez. 2017.

MIRANDA, Wander M. Corpos Escritos: Graciliano Ramos e Silviano Santiago. 2. ed. São Paulo: Edusp, 2009.

RAMOS, Paulo R. Nelson Pereira dos Santos: resistência e esperança de um cinema. Estudos Avançados, São Paulo, v. 21, n. 59, p. 324-352, 2007.

RAMOS, Graciliano. Viagem. 10. ed. Rio de Janeiro, São Paulo: Record, 1980.

RAMOS, Graciliano. Memórias do Cárcere. 25. ed. São Paulo: Record, 1992. v. I e II.

RAJEWSKI, Irina O. Intermidialidade, Intertextualidade e “Remediação”: Uma perspectiva literária sobre a intermidialidade. In: DINIZ, T. F. N. (Org). Intermidialidade e Estudos Interartes: Desafios da Arte Contemporânea. v. I. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2012. p. 15-45.

STAM, Robert. Teoria e prática da adaptação: da fidelidade à intertextualidade. Florianópolis, n. 51, p. 019- 053, jul./dez. 2006.
Publicado
2019-02-18