História e literatura: um diálogo possível?

Germinal, de Émile Zola

  • Patrícia Vargas Lopes de Araujo UFV
Palavras-chave: História; Literatura; Naturalismo; Émile Zola

Resumo

Esse artigo tem como objetivo apresentar aspectos da convergência e da aproximação entre os campos da história e da literatura a partir da análise da obra Germinal, do escritor francês Émile Zola, publicada em 1885, considerada um clássico do estilo ou estética naturalista. Nessa obra, o autor apresenta ao leitor aspectos do cotidiano familiar e de trabalho da classe trabalhadora na França, particularmente dos trabalhadores das minas, na segunda metade do século XIX, apresentando uma profunda crítica social ao descrever o desenvolvimento do capitalismo e as mazelas do operariado em seu tempo.

 

Referências

AGUIAR SILVA, Vítor Manuel. Teoria da Literatura. Coimbra: Livraria Almedina, 1969.
BARTHES, Roland. O rumor da língua. São Paulo: Brasiliense, 1988.
CALLIGARIS, Contardo. Para que servem as ficções? Folha de São Paulo, Ilustrada. São Paulo, 18 de janeiro de 2007. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq1801200716.htm
CORBIN, Alain. O segredo do indivíduo. In: PERROT, Michelle (org.). A História da Vida Privada: Da Revolução Francesa à Primeira Guerra. São Paulo: Companhia das Letras, 1991.
HOBSBAWM, Eric. A Era dos Impérios, 1875-1914. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.
LE BON, Gustave. Psicologia de las masas. Madrid: Morata, 1983.
LIMA, Luiz Costa. O fingidor e o sensor. Rio de Janeiro: Forense, 1987.
LIMA, Luiz Costa. O controle do imaginário. São Paulo: Brasiliense, 1984.
LIMA, Luiz Costa. Pensando nos trópicos. Rio de Janeiro: Rocco, 1991.
LIMA, Luiz Costa. Sociedade e discurso ficcional. Rio de Janeiro: Guanabara, 1986.
MIGNOLO, Walter. Lógica das diferenças e política das semelhanças. In: CHIPPIANI, L.; AGUIAR, F. W. Literatura e história na América Latina. São Paulo: Edusp, 1993.
PALLARES-BURKE, Maria Lúcia. As muitas faces da história: nove entrevistas. São Paulo: Editora da Unesp, 2000.
SILVA, Eduardo César Ferreira da. A obra de Émile Zola no Brasil: notas para um estudo da recepção crítica. Dissertação de Mestrado em Literatura, Universidade Federal de Santa Catarina, 1999.
THOMPSON, Edward P. A consciência de classe. In: A formação da classe operária inglesa. Livro III: A força dos trabalhadores. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991.
WEINHARDT, Marilene. Ficção e História: Retomado de antigo diálogo. Revista Letras, Curitiba, n. 58, p. 105-120, jul./dez. 2002. Editora UFPR.
WHITE, Hayden. Meta-história: a imaginação histórica no século XIX. São Paulo: Edusp, 1992.
ZOLA, Émile. Germinal. São Paulo: Abril, 1972.
ZOLA, Émile. O romance experimental e o naturalismo no teatro. São Paulo: Perspectiva, 1982.
Publicado
2019-02-18