Do Punhal á comunhão

IDENTIDADES DE UMA PROFESSORA DE INGLÊS EM UM PROJETO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA

Autores

  • Maria da Conceição Aparecida Pereira Zolnier Universidade Federal de Viçosa

Palavras-chave:

Educação Continuada; Língua Inglesa; Identidades

Resumo

Este trabalho apresenta um recorte de uma pesquisa de doutorado desenvolvida com participantes do Projeto de Educação Continuada para Professores de Inglês (PECPLI). Neste artigo são analisadas as experiências de uma das participantes (Marcela), principalmente no que concerne à construção de suas identidades (HALL, 2003; PIERCE, 1995 e SILVA, 2000). Como professora solitária, insegura, desvalorizada profissionalmente e descrente de seu trabalho, mas esforçada, persistente e não estagnada, chega ao projeto, buscando aperfeiçoamento pessoal, teórico e linguístico. Encontra um grupo de professores verdadeiros e amigos e, através das relações de apoio, cumplicidade, amor e troca, sente alegria, aceitação e disposição para mudanças. Superando os ocasionais sentimentos de medo, insegurança e ansiedade, aprende a refletir, adquire conhecimentos e maior segurança para atuar e se assumir como professora de inglês.

Referências

ALLWRIGHT, D. Understanding Classroom Language Learning. Plenary talk given at XI ENPULI. Anais do XI Encontro Nacional de Professores Universitários de Língua Inglesa. São Paulo, p. 14-27, 1991.

ALMEIDA FILHO, J. C. P. Dimensões comunicativas no ensino de línguas. Campinas: Pontes Editores, 2002.

BARCELOS, A. M. F. Narrativas, crenças e experiências de aprender Inglês. Linguagem & Ensino, v. 9, n. 2, p. 145-175, 2006.

______; COELHO, S. H. (Orgs.) Emoções, reflexões e (trans)form(ações) de alunos, professores e formadores de professores de línguas. Campinas, SP: Pontes Editores, 2010.

BENSON, P. (Auto)biography and learner diversity. In: BENSON, P.; NUNAN, D. Learners’stories: differences and diversity in language learning. Cambridge: Cambridge University Press, 2005.

BROWN, J. D.; RODGERS, T. Doing second language research. Oxford: Oxford, 2002.

CARVALHO, F. S. Autonomia e motivação em narrativas de aprendizes de Português como língua estrangeira. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v. 7, p. 65-87, 2007.

CAVALCANTI, M. C.; MOITA LOPES, L. P. Implementação de pesquisa na sala de aula de línguas no contexto brasileiro. Trabalhos em Linguística Aplicada, v.17, p. 133-144, 1991.

CELANI, M. A. A.; MAGALHÃES, M. C. C. Representações de professores de Inglês como língua estrangeira sobre suas identidades profissionais: uma proposta de reconstrução. In: MOITA LOPES, L. P.; BASTOS, L. C. (orgs.) Identidades: recortes multi e interdisciplinares. Campinas: Mercado de Letras, p. 319-338, 2002.

COHEN, J. B.; PIPER, D. Transformation in a residential adult learning community. In: MEZIROW, J. et al. Learning as transformation: critical perspectives on a theory in progress. San Francisco: Jossey-Bass, p. 205-228, 2000.

DALOZ, L. A. P. Transformative Learning for the common good. IN: MEZIROW, J. et al. Learning as transformation: critical perspectives on a theory in progress. San Francisco: Jossey-Bass, p. 103-123, 2000.

ECKERT-HOFF, B. M. Escritura de si e identidade: o sujeito-professor em formação. Campinas: FAPESP/Mercado de Letras, 2008.

FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

GRIGOLETTO, M. Língua e identidade: representações da língua estrangeira no discurso de futuros professores de língua inglesa. In: CARMAGNANI, A. M. G. & GRIGOLETTO, M. Inglês como língua estrangeira: identidade, práticas e textualidade. São Paulo: Humanitas/FFLCH-USP, p. 135-152, 2001.

HALL, S. A. A identidade cultural na pós-modernidade. Tradução: Tomaz Tadeu da Silva, Guaracira Lopes Louro. Rio de Janeiro: DP & A Editora, 2003.

MAGALHÃES, M. C. C.; CELANI, M. A. A. Reflexive sessions: a tool for teaching empowerment. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v. 5, n. 1, p. 135-160, 2005.

MEZIROW, J. Learning to think like an adult: core concepts of transformation theory. IN: MEZIROW, J. et al. Learning as transformation: critical perspectives on a theory in progress. San Francisco: Jossey-Bass, p. 3-33, 2000.

MICCOLI, L. S. Learning English as a foreign language in Brazil: a joint investigation of learner’s classroom experiences in a university classroom. Tese (Doutorado em Educação). Toronto: Universidade de Toronto, 1997.

______. Experiências de estudantes em processo de aprendizagem de língua inglesa: por mais transparência. Revista de Estudos da Linguagem, v. 15, n. 1, p. 197-224, 2007.

______. O poder da educação continuada para a transformação do ensino. In: BARCELOS, A. M. F.; COELHO, H. S. H. (Org.). Emoções, reflexões e (Trans)form(ações) de alunos, professores e formadores de professores de línguas. Campinas: Pontes Editores, p. 27-40, 2010.

MOITA LOPES, L. P. (org.) Discursos de identidades. Campinas: Mercado de Letras, 2003.

MURPHEY, T., JIN, C.; LI-CHI, C. Learners' constructions of identities and imagined communities. In: BENSON, P.; NUNAN, D. (orgs.) Learners' stories: difference and diversity in language learning. Cambridge: Cambridge University Press, p. 93-105, 2004.

MURPHEY, T., PROBER, J.; GONZALES, K. Emotional belonging precedes learning. In: BARCELOS, A. M. F.; COELHO, S. H. (Orgs.) Emoções, reflexões e (trans)form(ações) de alunos, professores e formadores de professores de línguas. Campinas, SP: Pontes Editores, 2010.

PAIVA, V. L. M. O. A identidade do professor de Inglês. APLIEMGE: ensino e pesquisa. Uberlândia: APLIEMGE/FAPEMIG, n.1, p. 9-17, 1997.

______. Autonomia e complexidade. Linguagem & Ensino, v.9, n. 1, p. 77-127, 2006a.

______. Memórias de aprendizagem de professores de língua inglesa. Contexturas, v. 9, p. 63-78, 2006b.

PIERCE, B.N. Social identity, investment and language learning. TESOL Quarterly, v. 29, n. 1, p. 9-31, 1995.

RAJAGOPALAN, K. ELT classroom as an arena for identity clashes. In: CARMAGNANI, A. M. G.; GRIGOLETO, M. Inglês como língua estrangeira: identidade, práticas e textualidade. São Paulo: Humanitas/FFLCH-USP, p. 79-90, 2001.

ROLLEMBERG, A. T. V. M. Histórias de vida de duas professoras: narrativas como instrumento de construção da identidade profissional. In: MOITA LOPES, L. P.; BASTOS, L. C. (orgs.) Identidades: recortes multi e interdisciplinares. Campinas: Mercado de Letras, p. 249-271, 2002.

SADE, L. Identidade e aquisição em narrativas de falantes e aprendizes de línguas estrangeiras. Revista Intercâmbio, v.15, São Paulo: LAEL/PUC-SP, 2006.

SILVA, T. T. A produção social da identidade. In: Silva, T.T. (org.) Identidade e diferença – a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Ed. Vozes, p. 73-102, 2000.

TELLES, J. A. Reflexão e identidade profissional do professor de LE: Que histórias contam os futuros professores? Revista Brasileira de Linguística Aplicada. Belo Horizonte: UFMG, v. 4, n. 2, p. 57-83, 2004.

ZEICHNER, K. M. Formando professores reflexivos para a educação centrada no aluno: possibilidades e contradições. In: BARBOSA, R. L. L. Formação de educadores: desafios e perspectivas. São Paulo: Editora UNESP, p. 35-55, 2003.

Downloads

Publicado

2018-12-06

Como Citar

Zolnier, M. da C. A. P. (2018). Do Punhal á comunhão: IDENTIDADES DE UMA PROFESSORA DE INGLÊS EM UM PROJETO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA. Gláuks - Revista De Letras E Artes, 18(1), 51-72. Recuperado de https://revistaglauks.ufv.br/Glauks/article/view/92

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.