Narrativa da vida em fuga na autobiografia de um refugiado sírio

Autores

  • DANIELE DOS SANTOS DE SOUZA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO
  • FERNANDO ZOLIN-VESZ UFMT

Palavras-chave:

refugiado, Síria, Autobiografia, Neo-orientalismo

Resumo

A Guerra Civil na Síria desde 2011 e a crise humanitária de refugiados têm tido destaque no enredo de autobiografias de refugiados sírios no mercado editorial internacional. Este artigo busca analisar o discurso (neo)orientalista na autobiografia Eu venho de Alepo do refugiado sírio Joude Jassouma afim de apresentar possíveis entendimentos sobre os efeitos produzidos sobre o refugiado sírio e a relação Ocidente e Oriente. O estudo do discurso se ampara nas concepções foucaultianas de formação discursiva, enunciado, relações de poder, verdade e poder (FOUCAULT, 2008; 2012). As perguntas que nortearam a pesquisa foram: como o refugiado sírio é apresentado em Eu venho de Alepo? Quais os sentidos produzidos sobre a relação Ocidente e Oriente na referida obra?. Os resultados sugerem que Eu venho de Alepo se afilia à formação discursiva (neo)orientalista na medida em que constrói o Ocidente como o espaço da liberdade e da paz e o Oriente como o espaço da guerra e barbárie. Os efeitos de sentido produzidos são diversos, pois, assim como sistemas de pensamento tais quais o (neo)orientalismo reforçam a violência estrutural e marginaliza outros modos de vida, a questão do refúgio pode incentivar a solidariedade voluntária.

Referências

BAUMAN, Z. Estranhos à nossa porta. Tradução Carlos Alberto Medeiros. 1ª ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2017a.
______. Retrotopia. Tradução Renato Aguiar. 1ª ed. Versão Kindle. Rio de Janeiro: Zahar, 2017b.
BAUMAN, Zygmunt; MAURO, Ezio. Babel. Tradução Renato Aguiar. 1ª ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2016.

CHOMSKY, N. A nova guerra contra o terror. Estudos avançados, São Paulo , v. 16, n. 44, p. 5-33, Abr. 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142002000100002&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 24  fev.  2019. 

COSTA, R. P. Uma história da Síria do século XXI para além do sectarismo religioso. 136 f. Dissertação (Mestrado em Estudos Árabes) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: <doi:10.11606/D.8.2016.tde-24082016-153949>. Acesso em: 09 mar. 2019.

DESLAURIERS, J. P., KÉRISIT, M. O delineamento de pesquisa qualitativa. In: POUPART, Jean, et al. A pesquisa qualitativa – enfoques epistemológicos e metodológicos. Tradução de Ana Cristina Nasser. 3. ed. Petrópolis(RJ): Vozes, 2012, p. 127-153

DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. Tradução Sandra Regina Nietz. Porto Alegre: Artmed, 2006.

DABASHI, H. Post-orientalism: knowledge and power in a time of terror. Kindle Edition. New York: Routledge, 2017.

FOUCAULT, M. A arqueologia do saber. Tradução Luiz Felipe Baeta Neves. 7ª ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.

FOUCAULT, M.; MACHADO, R. (Org.). Microfísica do poder. 25. ed. São Paulo: Graal, 2012.

JASSOUMA, J. Eu venho de Alepo: itinerário de um refugiado. Colaboração de Laurence de Cambronne. Tradução Fernando Scheibe. 1ª ed. São Paulo: Vestígio, 2017.

LEJEUNE, P.; NORONHA, J. M. G. (org.). O pacto autobiográfico: de Rousseau à internet. Tradução Jovita Maria Gerheim Noronha e Maria Inês Coimbra Guedes. 2. ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2014.
MOITA LOPES, L. P. Uma lingüística aplicada mestiça e ideológica: Interrogando o campo como lingüista aplicado. In: Por uma Linguística Aplicada indisciplinar. (org.) MOITA LOPES, Luiz Paulo da. São Paulo: Parábola, 2006.

SAID, E. W. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. Tradução Rosaura Eichenberg. 6a. reimp. São Paulo: Editora Companhia das Letras, 2016.

______. Fora de lugar: memórias. Tradução José Geraldo Couto. São Paulo: Editora Companhia das Letras, 2004.

______. Cultura e Imperialismo. Tradução Denise Bottmann. São Paulo: Companhia de Bolso, 2011.

SAYAD, A. Imigração ou os paradoxos da alteridade. Tradução Cristina Murachco. São Paulo, Edusp, 1998.

Downloads

Publicado

2020-04-24

Como Citar

DOS SANTOS DE SOUZA, D., & ZOLIN-VESZ, F. (2020). Narrativa da vida em fuga na autobiografia de um refugiado sírio. Gláuks - Revista De Letras E Artes, 19(1), 121-139. Recuperado de https://revistaglauks.ufv.br/Glauks/article/view/116