Interação Verbal e Aprendizagem: Estratégias de Ensino em Sala de Aula de FLE

  • Rita de Cássia Gomes Universidade Federal de Viçosa
Palavras-chave: Produção oral, FLE, formação de professores

Resumo

O presente artigo tem por objetivo apresentar problemáticas relacionadas a estratégias de ensino visando ao desenvolvimento da competência de produção oral no início da aprendizagem do francês como língua estrangeira (doravante FLE). As reflexões aqui presentes são oriundas do projeto de doutorado ao qual demos início em agosto de 2017, no Programa de Estudos Linguísticos Literários e Tradutológicos em francês da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. O objetivo geral da pesquisa é defender, com base em teorias que se inserem no campo da Didática de FLE e das abordagens interacionistas, a importância da interação para o aprendizado de uma língua estrangeira e da elaboração de atividades de ensino pautadas na espontaneidade e na coprodução discursiva. Como se trata de um projeto em fase inicial, apresentaremos, no presente artigo, uma discussão teórica na qual defendemos que a interação entre os aprendizes constitui uma ferramenta que conduz à apropriação do idioma estrangeiro e faremos um esboço da parte metodológica da pesquisa, que consistirá no oferecimento de um curso de formação de professores voltado especificamente para o desenvolvimento teórico e prático de questões relacionadas à produção oral em início de aprendizagem. Acreditamos que a formação teórica e a elaboração conjunta de atividades visando ao aperfeiçoamento de ferramentas de ensino proporcionarão um ganho qualitativo na formação dos docentes envolvidos na pesquisa, o que incidirá positivamente na produção oral de seus alunos.

Publicado
2018-05-19