Narrando o processo de vir-a-ser

IDENTIDADE PROFISSIONAL E FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE LÍNGUA INGLESA

Autores

  • Fabiano Silvestre Ramos Universidade Federal de Goiás/ Regional Jataí
  • Marta Deysiane Faria

Palavras-chave:

identidade, experiência, professor em formação

Resumo

O presente trabalho é resultado de uma pesquisa sobre a narrativa de uma professora em formação inicial da licenciatura Letras-Português-Inglês. A partir dos estudos sobre narrativa, e também sobre identidade, procurou-se investigar quais fatores influenciam na construção da identidade dessa professora. A análise dos dados revelou que fatores como experiência profissional, experiência de vida e experiência enquanto aluna influenciam no processo identitário. E também, devido a essas experiências particulares a participante não se identifica com o curso de letras e com a profissão de professor. Este artigo sugere, portanto, uma reflexão sobre a identidade profissional desde os primeiros anos de formação como uma das formas de favorecer a identificação com a profissão.

Referências

BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 2006.
BARCELOS, A.M.F. Identities as emotioning and believing. In: BARKUIZEN, G. (ed.). Reflections on language teacher identity research. New York: Routledge, 2017. (ebook).
BARCELOS, A. M. F. Narrativas, crenças e experiências de aprender inglês. In: Linguagem & Ensino, v.9, n.2, p.145-175, jul./dez. 2006
BEATTIE, M. Narratives of professional learning: becoming a teacher and learning to teach. In: Journal of Educational Enquiry, v.1, n.2, p.1-23, 2000.
BELL, J. S. Narrative Inquiry: more than just telling stories. In: TESOL Quartely, v.36, n.2, p.207-213, 2002.
BOHN, H. I.; VINHAS, L. I. A identidade do professor de línguas na contemporaneidade líquida da pós-modernidade. Encontro do Círculo Linguístico do Sul, 2006, Pelotas, Rio Grande do Sul. Anais ... Pelotas, 2006.
CIAMPA, A. da C. A estória do Severino e a História da Severina. São Paulo: Brasiliense, 2007. (1ª ed. 1987).
CIAMPA, A. da C. Identidade humana como metamorfose: a questa?o da fami?lia e do trabalho e a crise de sentido no mundo moderno. In: Interac?o?es, Sa?o Paulo, v.3, n.6, pp. 87-101, 1998.
DONATO, R. Becoming a language teaching professional: what’s identity got to do with it?. In: BARKHUIZEN, G. (ed.). Reflections on Language Teacher Identity Research. New York: Routledge, 2017. (e-book)
FREEMAN, D.; JOHNSON, K. E. Reconceptualizing the knowledge-base of language teacher education. In: TESOL Quarterly, v.32, n.3, p.397-417, 1998.
FREESE, A. R. Reframing one’s teaching: Discovering our teacher selves through reflection and inquiry. Teacher and Teaching Education, v.22, n.1, p.100-119, 2006.
GIBBS, G. Análise de biografias e narrativas. In: ______. Análise de dados qualitativos. Porto Alegre: Artmed, 2009.
IMBERNÓN, F. Formação docente professional: formar-se para a mudança e a incerteza. 6.ed. São Paulo: Cortez, 2006.
LEIBOWITZ, B. Language teacher identity in troubled times. In: In: BARKHUIZEN, G. Reflections on Language Teacher Identity Research. New York: Routledge, 2017. (e-book)
MALATÉR, L. S. Discurso de uma futura professora sobre sua identidade profissional. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v.8, n.2, p.446-464, 2008.
MURPHEY, T.; PROBER, J.; GONZALES, K. Emotional belonging precedes learning. In: BARCELOS, A.M.F.; COELHO, H.S.H. (orgs.). Emoções, reflexões e (trans)form(ações) de alunos, professores e formadores de professores de línguas. Campinas, SP: Pontes Editores, 2010.
NEVES, M. S. O processo identificatório na prática de assistência ao aluno com dificuldades de inglês como LE no curso de Letras. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v.9, n.2, p.563-582, 2009.
ORTENZI, D.; MATEUS, E.; REIS, S. Alunas formandas do curso de Letras Anglo-Portuguesas: escolhas, marcos e expectativas. In: GIMENEZ, T. (Org.). Trajetórias na formação de professores de línguas. Londrina: UEL, 2002.
PACHECO, K.M.B.; CIAMPA, A.C. O processo de metamorfose da pessoa com amputação. In: ACTA FISIATR, n.13, v.3, pp.163-167, 2006.
PATTON, M. Q. Qualitative analysis and interpretation. In: PATTON, M. Q. Qualitative evaluation and research methods. 2. ed. Newbury Park: Sage Publications, 1990. p.371-436.
PAVLENKO, A. Language learning memoirs as a gendered genre. In: Applied Linguistics. v.22, n.2, p.213-240, 2001.
PAVLENKO, A. Narrative Study: Whose Story Is It, Anyway? TESOL Quarterly, v. 36, Abril, 2002, p. 213-218.
PINHO, L. F. S. V. As Emoc?o?es na constituic?a?o da Identidade: A questa?o do sofrimento e o papel da solidariedade para a emancipac?a?o. 2014. 132f. Tese de Doutorado. PUC - SP.
TELLES, J. A. Reflexão e identidade profissional do professor de LE: Que histórias contamos futuros professores? Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v.4, n.2, p.57-83, 2004.

Downloads

Publicado

2020-02-06

Como Citar

Ramos, F. S., & Faria, M. D. (2020). Narrando o processo de vir-a-ser: IDENTIDADE PROFISSIONAL E FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE LÍNGUA INGLESA. Gláuks - Revista De Letras E Artes, 18(1), 136-159. Recuperado de https://revistaglauks.ufv.br/Glauks/article/view/75