Práticas de letramento na escola pública como espaço de (re)construção identitária para professores/as de inglês em formação

Autores

  • Mariana Marceli Ribeiro Damacena Universidade de Brasília
  • Mariana Rosa Mastrella-de-Andrade

Palavras-chave:

Formação de professores, Letramento Crítico, Identidade

Referências

ASSIS-PETERSON, A. COX, M. Inglês em tempos de globalização: para além de bem e mal. Calidoscópio, v. 5, n. 1, p. 5-14, 2007.
ASSIS-PETERSON, A.; SILVA, Eladyr M. N. Os primeiros anos de uma professora de inglês na escola pública: tarefa nada fácil. Linguagem & Ensino, v. 14, n. 2, p. 357-394, 2011.
BHABHA, H. O Local da Cultura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1998. BRASIL.
BLOMMAERT, J. Discourse. A critical introduction. Cambridge: Cambridge University Press, 2005, p. 203-233.
BORELLI, Julma D. V. P. O estágio e o desafio decolonial: (des)construindo sentidos sobre a formação de professores/as de ingles, 2018. 223f. Tese (Doutorado em Letras e Linguística) – Universidade Federal de Goiás, Goiânia.
BOURDIEU, P. O poder simbólico. Lisboa: Difel, 1989.
BURNS, A. Collaborative Action Research for English Language Teachers. Cambridge: Cambridge University Press, 1999.
CASTRO, S. T. R. 2008. Formação da competência do futuro professor de inglês. In: LEFFA, Vilson. (Org.). O professor de línguas estrangeiras: construindo a profissão. 2. ed. Pelotas: EDUCAT: 307-322.
CELANI, M. Um programa de formac?a?o conti?nua. In: CELANI, Maria Antonieta A. (Org.). Professores e formadores em mudanc?a: relato de um processo de reflexa?o e transformac?a?o da pra?tica docente. Campinas: Mercado de Letras, 2003, p. 19-35.
FOGAÇA, F. C.; HIBARINO, D.; KLUGE, D.; JORDÃO, C. M. Entrevista com Clarissa Jordão. R E V I S T A X , v. 1 2 , n . 1, p. 187-194 , 2017.
FOUCAULT, M. História da sexualidade, Vol. I: a vontade de saber. 10ª ed., Rio de Janeiro: Graal, 1988.
FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17ª. Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, v. 3, p. 343-348, 1987.
HALL, S. A. Identidade Cultural na Pós-Modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.
HALL, S. Quem precisa da identidade? In: SILVA, Tomaz Tadeu da. (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis/RJ: Vozes, 2000.
JANKS, Hilary. Literacy and power. Nova Iorque: Routledge, 2010.
JORDÃO, C.; BÜHRER, E. A Condição de Aluno-Professor de Língua Inglesa em Discussão: estágio, identidade e agência. Educação & Realidade, v. 38, n. 2, p. 669-682, 2013.
KADER, Cárla C. C.; RICHTER. Marcos Gustavo. Formação e identidade do professor de línguas: uma análise sociodiscursiva de narrativas. Anais do SIELP, v. 2, n. 1. Uberlândia: EDUFU, 2012, p. 1-11.
KLEIMAN, A. Preciso “ensinar” o letramento? Não basta ensinar a ler e a escrever? Série Linguagem e Letramento em Foco. Campinas: Unicamp, IEL, 2005.
KUMARAVADIVELU, B. Language teacher education for a global society: A modular model for knowing, analyzing, recognizing, doing, and seeing. Routledge, 2012.
MATEUS, E. Torres de babel e línguas de fogo: um pouco sobre pesquisa na formação de professores de inglês. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v. 9, n. 1, 2009.
MENEZES DE SOUZA, Lynn Mario T. Para uma redefinição de letramento crítico: conflito e produção de significação. In: MACIEL, Ruberval F.; ARAUJO, Vanessa de A. (Org.). Formação de professores de línguas: ampliando perspectivas. Jundiaí: Paco editorial, 2011, p. 128-140.
NÓVOA, António. Os professores e as histórias da sua vida. In: NÓVOA, A. (Org.). Vidas de Professores. Portugal: Porto, 2007, p. 11- 30.
PESSOA, R., ANDRADE, M.; FERREIRA, E. A critical teacher education experience in the state of Goiás, Brazil. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v. 18, n. 2, p. 339-366, 2017.
PIMENTA, S. Formação de professores: saberes da docência e identidade do professor. Revista da Faculdade de Educação, v. 22, n. 2, p. 72-89, 1996.
PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e Docência. São Paulo: Cortez, 2004.
SCHLATTER, M. O ensino de leitura em língua estrangeira na escola: uma proposta de letramento. Calidoscópio, v. 7, n. 1, p. 11-23, 2009.
SILVA. T. A produção social da identidade e diferença. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis/RJ: Vozes, 2000.
SOARES, M. Letramento: um tema em três gêneros. 3ª ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.
WEININGER, M. J. Do aquário em direção ao mar aberto: mudanças no papel do professor e do aluno. In: O professor de línguas: construindo a profissão. Pelotas: Educat, v. 1, p. 41-68, 2001.
WOODWARD, K. Identidade e diferença: uma introdução teórica. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis/RJ: Vozes, 2000.

Downloads

Publicado

2020-02-06

Como Citar

Damacena, M. M. R., & Mastrella-de-Andrade, M. R. (2020). Práticas de letramento na escola pública como espaço de (re)construção identitária para professores/as de inglês em formação. Gláuks - Revista De Letras E Artes, 18(1), 221-241. Recuperado de https://revistaglauks.ufv.br/Glauks/article/view/81